domingo, 13 de junho de 2010

Buenas e me espalho!



Nesta semana gelada que passei, consegui arrumar uma maneira de quebrar o gelo dos dedos e o silêncio: escrevendo à mão... no quarto do hotel. Desculpas aos meus seguidores do blog e aos fiés leitores, mas já bati bastante do porquê da "tecla mudo". Faz parte da correria, a distância e a falta que um note faz quando se viaja.

Consegui colocar no celular, na passada que dei em casa no final de semana, o novo trabalho do Vitor Ramil "Délibáb". Obra prima! Páreo duro com o "Ramilonga" anos atrás. A vertente milongueira de Virtor ficou com a pincelada final no que na minha opinião é o choro gaúcho. A milonga trás em sua melodia um sentimento mais que puro.


Caetano Veloso aparece em mais uma das músicas e consolida ainda mais esse laço musical, pois não é a primeira vez que cantam juntos e Caetano já regravou trabalhos de Vitor Ramil. O tom castelhano cantado em várias músicas marca ainda mais a beleza final do trabalho que ficou simplesmente fantástico.

Ouça no volume máximo!

PS.: Prometo parar de brincar de fantasma e aparecer mais vezes.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails