quinta-feira, 16 de setembro de 2010

ele quer ganhar o mundo

Foi precisamente há nove anos atrás. Num domingo.

Eu jamais vou esquecer.

Me lembro ainda que por causa disso não consegui ver as reportagens dominicais sobre o atentado terrorista de 11 de setembro, estava no hospital lambendo uma figurinha, que hoje, tá fazendo aniversário.

Fui o primeiro a pegar no colo (depois de médico, é claro) enrolado numa manta e com a cara parecendo um joelho... não adianta... todos eles são... depois eles ficam lindos como ficou o meu, mas assim, na hora, são um joelho... pra mim agora só falta plantar uma árvore e escrever um livro.

Lucas é uma figuraça. Aloprado, completamente insatisfeito, sempre quer mais... com o complemento de ainda ter os olhos enroscados de tantos cílios compridos como os meus e claros como os da mãe. Se eu pedisse DNA teria que ser espancado em praça pública, não tem jeito, o guri tem muito de mim. Ele é o único gordo que eu conheço que tu consegue enxergar as costelinhas quando tá sem camisa.

Acho que de tanta estrelas que o céu tem, algumas tiveram a incumbência de vir pra Terra, e aqui foram presenteadas à pessoas que tiveram muito amor pra dar. Por coisas da vida... e tristes... não moro com ele há algum tempo. Mas sempre que posso (e quase sempre) estou com ele.

Nunca mais fui o mesmo depois que meu filho nasceu. A gente muda e às vezes pra melhor. E este é mais um capítulo que a vida ensina. Inevitavelmente. Ser pai me fez enxergar mais longe, com os olhos mais altos. Coisas que só o amor que tenho por ele consiguiria explicar.

Nunca me esqueço do desespero dos meus quatro anos junto com a mãe dele quando abraçados tentava passar calma pra ela, com o resultado de gravidez na mão... e quando consegui o êxito da serenidade pra ela, desabei eu num desespero de morte, por saber que estava pra vir ao mundo uma criatura da qual seria colocado num posto de pai. Na verdade achei que isso nunca iria acontecer e tive muito medo.

E com isso já se foram 9 anos e ele cresce... ganha cada vez mais a vida. Daqui a pouco vou ficar mais velho do que ja me sinto, e ele nem aí ... Querendo cada dia mais e mais coisas, mais conquistas... ele merece, não só hoje, mas todos os dias... ele simplesmente quer ganhar o mundo.

Lucas, meu filho, eu te amo!

3 comentários:

  1. Linda tua declaraçao
    realmente o Lucas é uma gracinha
    então Parabens pra ele!!!

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto Sil! Tem que mostrar pro Lucas :)

    ResponderExcluir
  3. Graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou procurando bons blogs para compartilhar.

    Já estou te seguindo.

    Ficaria muito feliz se puder me visitar.
    Se quiser me seguir também será um prazer para mim.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/
    Te espero lá.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails