terça-feira, 29 de maio de 2012

sono


É realmente incrivel como o inconsciente trabalha mesmo quando a gente não está com o pé no mundo. Ao mesmo tempo pra se chegar neste estágio de não ter o corpo aqui, precisa-se sempre se ter uma postura ou dia bom, para então poder viajar ao cosmos sem nenhum sofrimento. Pra quem ainda não pescou eu dou o peixe: estou falando de sono.

Faz quase uma semana que não estou tendo um sono bom, ando preocupado, elétrico, ansioso, sei lá. Pra quem já tem apinéia e já procurou especialistas que sacramentam um aparelho bombeador de ar (cpap) pra ter socado na cara, com o valor bem dispendioso pra enfim ter meu sono reparador, afirmo que nem ele me ajudaria agora.

Lidar emocionalmente com as funções do dia e o acúmulo de informações, faz com que teu cérebro pareça uma máquina velha com o HD girando e fazendo um zunido, adicione aí a imagem dos desenhos do pica-pau com fumaça saindo dos ouvidos. Tanto é verdade que na maioria das vezes temos crises agudas de sono durante o dia e não estou falando daquele "soninho" depois do meio-dia.

Quem sabe tiramos um pouco o pé do acelerador e acabamos com a história de que o mundo deve ser salvo por nós. Repensar nossa lista diária de tarefas, e trabalhar (mesmo com aquele chefe maldito) num rítmo menos animalesco. Vamos chegar em casa desligados do trabalho, curtir quem está com a gente e tentar fazer do final do dia um brinde ao realizado. Sem culpa, sem frustrações, nem bocejos em sequência o dia todo.

Eu me vou, preciso ir, tá na hora do meu sono. Lembrando de que se a apinéia vencer me despeço da vida dormindo... cpap, minha próxima aquisição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails